Geoprocessamento aplicado ao meio ambiente

Geoprocessamento

Geoprocessamento é um procedimento integrante dos SIGs (Sistema de Informações Geográficas) e baseia-se em selecionar e trabalhar em torno de imagens de satélite e fotografias aéreas para a produção de mapas e representações cartográficas em geral.  É fruto das inovações tecnológicas, que permitiram a manipulação de informações, podendo identificar determinadas características da superfície terrestre e ordená-las em cores, formas e legendas variadas.

“Geoprocessamento é a ciência que utiliza técnicas matemáticas e computacionais para o tratamento de informações geográficas”.

Esta tecnologia Geoprocessamento, influencia de maneira crescente as áreas de Cartografia, Análise de Recursos Naturais, Transportes, Comunicações, Energia e Planejamento Urbano e Regional. As ferramentas computacionais para Geoprocessamento, chamadas de Sistemas de Informação Geográfica (SIG), permitem realizar análises complexas, ao integrar dados de diversas fontes e ao criar bancos de dados geo-referenciados. Tornam ainda possível automatizar a produção de documentos cartográficos.

GEOPROCESSAMENTO APLICADO EM PROJETOS AMBIENTAIS

O uso de Geoprocessamento em projetos ambientais ajuda estabelecer ações de  uso e ocupação do solo  em Relatórios de Impacto Ambiental (RIMA). Estabelece também condições  para Mapeamentos temáticos ambientais, Diagnóstico Ambiental, Avaliação de Impacto Ambiental, e Ordenamento Territorial. Todos estes estudos tem uma característica básica: a interdisciplinaridade (Moraes, 1997). Decorrente da convicção de que não é possível compreender perfeitamente os fenômenos ambientais sem analisar todos os seus componentes, estes projetos buscam sempre uma visão integrada da questão ambiental.

Geoprocessamento para análise ambiental deve conter três componentes!

  • Uma metodologia de integração de dados que estabeleça a contribuição de cada variável geográfica para o resultado desejado;

  • Um roteiro de trabalho, consistindo numa sequência de etapas a ser cumpridas, incluindo o levantamento, a análise e a síntese;

  • Um conjunto de operações executáveis em um SIG, que se  materialize computacionalmente.

Fonte: Gilberto Camara e Jose Simeão de Medeiros
Comparatilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *